História do feijão tropeiro e a mineração no Brasil (XVII)

Pode até parecer estranho, mas existe uma relação bem estreita entre o Feijão Tropeiro e a Mineração no Brasil- Colônia.
Com a descoberta do ouro nas terras que hoje correspondem ao estado de Minas Gerais (XVII), a metrópole portuguesa incentivou a migração de exploradores para a região. Desta forma, Minas Gerais recebeu um número muito grande de pessoas “famintas” por metais preciosos.
Para não concorrer com a economia aurífera, Portugal proibiu qualquer tipo de prática econômica, inclusive de alimentos. Criou-se um problema: como abastecer as regiões das minas de alimentos sem incentivar uma economia paralela à mineração? É aí que entra o Feijão Tropeiro em nossa história!
Os alimentos que eram produzidos nas regiões que hoje correspondem ao sul do país, bem como na Província de São Paulo, passaram a ser transportados até Minas Gerais para abastecer a população mineira. O transporte destes alimentos era feito por tropeiros montados em mulas e burros.
As viagens eram longas e cansativas. Os tropeiros precisavam se alimentar de forma prática e rápida. E assim, surgiu o Feijão Tropeiro. Os tropeiros colocavam em caldeirões os alimentos, como o feijão, a carne seca, carne de porco, farinha e verduras, como a couve, que eram todos cozidos.
Com o passar do tempo, o prato chegou até as minas, tornando-se um prato típico mineiro.
[polldaddy poll=4198081]

Veja esta saborosa receita de “Feijão Tropeiro“!

Veja também o vídeo da preparação!

 Visite o site “O gastrônomo” e confira os eventos: “festival de pizzas”, “massas”, “risotos”, “oriental” e “mexicano”.
“O gastrônomo” também oferece cursos de “pizzas”, “massas” e “risotos”. Além disso, “O gastrônomo” personalité; com o petit comité, que consiste em eventos para pequenos grupos, como “almoços” e “jantares” sociais ou de negócios, confira tudo isso com o Chef Moisés Costa.  Apoio: foodbrasil.net

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s