Arquivo da tag: europeus

História do pudim de chocolate

by: alunos do 7º ano Amarelo

Este pudim de chocolate foi feito pelos alunos do 7º ano Amarelo da E.E. “Dr. Luiz Pinto de Almeida”.

Os pudins antigos são apresentados em forma de massa sólida, constituída pela mistura de vários ingredientes unidos por uma liga que pode incluir farinha de trigo (como no Pudim de Yorkshire), sangue (pudim preto), ovos (pudim de pão) ou uma mistura de gordura e farinha ou algum outro cereal (pudim de ameixa). Estes tipos de pudim podem ser assados, cozidos ou fervidos. São típicos de países europeus, desde a Idade Média.

E o chocolate? Hoje é utilizado em diversas preparações, não somente doces, mas também salgadas. E, apesar da fama que os suíços levam, não foram eles que criaram o chocolate e nem os primeiros a cultivar o cacau. SAIBA MAIS!

 Visite o site “O gastrônomo” e confira os eventos: “festival de pizzas”, “massas”, “risotos”, “oriental” e “mexicano”.
“O gastrônomo” também oferece cursos de “pizzas”, “massas” e “risotos”. Além disso, “O gastrônomo” personalité; com o petit comité, que consiste em eventos para pequenos grupos, como “almoços” e “jantares” sociais ou de negócios, confira tudo isso com o Chef Moisés Costa.  Apoio: foodbrasil.net

Origem do curau de milho

by: alunos do 7º ano Amarelo

Assim como o povo brasileiro, que teve a sua formação a partir de várias matrizes culturais, a nossa culinária tem passado pelo mesmo processo. Os alunos do 7º ano Amarelo da E.E.”Dr. Luiz Pinto de Almeida” preparam este delicioso curau de milho.
O curau de milho é originado do pudim europeu e de uma bebida espessa utilizada pelos índios tupis, já que o termo vem do tupi minga’u,  uma bebida espessa utilizada também em rituais.

 Visite o site “O gastrônomo” e confira os eventos: “festival de pizzas”, “massas”, “risotos”, “oriental” e “mexicano”.
“O gastrônomo” também oferece cursos de “pizzas”, “massas” e “risotos”. Além disso, “O gastrônomo” personalité; com o petit comité, que consiste em eventos para pequenos grupos, como “almoços” e “jantares” sociais ou de negócios, confira tudo isso com o Chef Moisés Costa.  Apoio: foodbrasil.net

História do bolo melado

by: alunos do 7º ano Amarelo

Símbolo de fartura e prosperidade, o bolo é de origem europeia. Componente principal das festas, como as de aniversário e casamento, por vezes é ornamentado artisticamente e ocupa o lugar central da mesa.
Também são feitos para serem comidos em lanche ou no café-da-manhã. É à base de farinha, geralmente doce e cozido no forno.

 Visite o site “O gastrônomo” e confira os eventos: “festival de pizzas”, “massas”, “risotos”, “oriental” e “mexicano”.
“O gastrônomo” também oferece cursos de “pizzas”, “massas” e “risotos”. Além disso, “O gastrônomo” personalité; com o petit comité, que consiste em eventos para pequenos grupos, como “almoços” e “jantares” sociais ou de negócios, confira tudo isso com o Chef Moisés Costa.  Apoio: foodbrasil.net

Origem do pão de queijo com batata

by: alunos do 7º ano Amarelo

Produzido pelos alunos do 7º ano Amarelo da E.E. “Dr. Luiz Pinto de Almeida”, típico de regiões do Brasil como Goiás e Minas Gerais, o pão de queijo é certamente uma das receitas mais populares da culinária brasileira desde a década de 1950.
A sua origem é incerta, no entanto, especula-se que a receita exista desde o século XVIII.

E a batata? Pois é, esta foi introduzida na preparação do pão de queijo e o resultado foi maravilhoso, como é possível ter uma ideia observando os pães de queijo preparados pelos alunos da professora Sheila Vasconcellos,  imagem acima. Viva às batatas! SAIBA MAIS.

 Visite o site “O gastrônomo” e confira os eventos: “festival de pizzas”, “massas”, “risotos”, “oriental” e “mexicano”.
“O gastrônomo” também oferece cursos de “pizzas”, “massas” e “risotos”. Além disso, “O gastrônomo” personalité; com o petit comité, que consiste em eventos para pequenos grupos, como “almoços” e “jantares” sociais ou de negócios, confira tudo isso com o Chef Moisés Costa.  Apoio: foodbrasil.net

História do bolinho de chuva

by: alunos do 7º ano Amarelo

Bolinho de chuva tem gosto de infância. Quem nunca se deliciou com esta gostosura? Há quem guarde num baú velho as antigas receitas, passadas de geração a geração. Pode ter uma certeza: a receita do bolinho de chuva da vovó está lá.
Trata-se de uma especialidade típica vinda de Portugal para o Brasil. É feita de farinha de Trigo, Ovo, Leite e Fermento químico ou Bicarbonato de sódio (e algumas vezes frutas picadas). Os bolinhos são fritos em óleo quente e polvilhados com Canela e Açúcar. Estes foram produzidos pelos alunos do7º ano Amarelo da E.E.”Dr. Luiz Pinto de Almeida”.

 Visite o site “O gastrônomo” e confira os eventos: “festival de pizzas”, “massas”, “risotos”, “oriental” e “mexicano”.
“O gastrônomo” também oferece cursos de “pizzas”, “massas” e “risotos”. Além disso, “O gastrônomo” personalité; com o petit comité, que consiste em eventos para pequenos grupos, como “almoços” e “jantares” sociais ou de negócios, confira tudo isso com o Chef Moisés Costa.  Apoio: foodbrasil.net

Origem do tomate

O tomate, um fruto pertencente à América, cultivado pelos Astecas, Maias e Incas, entre outros povos, e só foi para a Europa após a descoberta do novo mundo, os espanhois o levaram como uma novidade, porém houve algumas desconfianças iniciais, “pois o tomate poderia ser venenoso”.

No século XVII o fruto de nome tomate já era conhecido em toda Europa, sendo cultivado, a princípio como planta ornamental. Com a efetiva colonização do Novo Mundo, os europeus desenvolveram o cultivo do tomate reconhecido como alimento estimulante e rico em potássio. Por volta do inicio do século XVIII atingiu o sul da Itália, datando o inicio da fabricação da pizza com o molho de tomate.

 Visite o site “O gastrônomo” e confira os eventos: “festival de pizzas”, “massas”, “risotos”, “oriental” e “mexicano”.
“O gastrônomo” também oferece cursos de “pizzas”, “massas” e “risotos”. Além disso, “O gastrônomo” personalité; com o petit comité, que consiste em eventos para pequenos grupos, como “almoços” e “jantares” sociais ou de negócios, confira tudo isso com o Chef Moisés Costa.  Apoio: foodbrasil.net

Origem do chocolate

Os Maias, que viviam na América Central, plantavam o cacau desde o século 5, e partir dele, desenvolveram uma bebida amarga chamada xoco’alt. Quando os Astecas dominaram os Maias, incorporaram o cultivo do cacau e a preparação do xoco’alt. No século 16, os espanhois ao dominarem os astecas, passaram a apreciar a bebida, sistematizaram o cultivo do cacau e passaram a exportar o produto para a Europa, que virou febre entre as classes mais ricas. O chocolate ao leite, como conhecemos hoje, foi desenvolvido por um médico escocês chamado Hans Sloane durante suas pesquisas científicas na América Central, por acreditar nas propriedades fitoterápicas do alimento. A Suíça levou a fama pela qualidade, mas o chocolate é da América.

Enquete:
As Grandes Navegações (XVI) possibilitaram aos europeus o conhecimento e o acesso a alimentos desconhecidos e/ou inacessíveis. Após a colonização do Continente Americano, a culinária europeia foi enriquecida com o milho, tomate, batata e cacau.
[polldaddy poll=4393094]

 Visite o site “O gastrônomo” e confira os eventos: “festival de pizzas”, “massas”, “risotos”, “oriental” e “mexicano”.
“O gastrônomo” também oferece cursos de “pizzas”, “massas” e “risotos”. Além disso, “O gastrônomo” personalité; com o petit comité, que consiste em eventos para pequenos grupos, como “almoços” e “jantares” sociais ou de negócios, confira tudo isso com o Chef Moisés Costa.  Apoio: foodbrasil.net

Origem da batata

Você sabia que a batata salvou os europeus da miséria? Pois é, a batata que é originária da Cordilheira dos Andes, na América do Sul, era cultivada pelos povos Incas há mais de 8 mil anos. Quando os espanhois descobriram o novo continente (XVI) e passaram a explorá-lo, conheceram o tubérculo e passaram a utilizá-lo como alimento.
A batata foi levada para Europa ainda século 16 pelos espanhois, justamente num momento em que os europeus enfrentavam uma grave escassez de alimentos: a produção agrícola não acompanhou o crescimento populacional. A batata foi incorporada à dieta europeia, o que solucionou o problema da fome no continente e ainda possibilitou um aumento ainda maior da população nos séculos XVII e XVIII.

 Visite o site “O gastrônomo” e confira os eventos: “festival de pizzas”, “massas”, “risotos”, “oriental” e “mexicano”.
“O gastrônomo” também oferece cursos de “pizzas”, “massas” e “risotos”. Além disso, “O gastrônomo” personalité; com o petit comité, que consiste em eventos para pequenos grupos, como “almoços” e “jantares” sociais ou de negócios, confira tudo isso com o Chef Moisés Costa.  Apoio: foodbrasil.net